Capelinha

De uma antiga capela, a um município de economia pujante. Em Capelinha, a força do presente é celebrada nos eventos, na arte e na cultura de sua gente!
Documento sem título


Clique na foto para ampliar!

Sentir o aroma que vem do mais fino café das Gerais; se encantar com o belíssimo artesanato do Vale do Jequitinhonha; conhecer de perto como é feita uma autêntica cachaça mineira, apreciando-a com um bom dedinho de prosa e o famoso queijo de Minas. Assim é Capelinha, município pólo da região do Alto Jequitinhonha que surgiu com a construção de uma humilde capela, coberta de capim, sob a invocação de Nossa Senhora da Graça, por volta de 1812.

Capelinha parece ter sido mesmo abençoada. Sua localização privilegiada no divisor de águas dos rios Doce, Mucuri e Jequitinhonha, proporcionam-lhe clima e solo variados, de tal sorte, que a inclemência das secas ocasionais nunca atinge o município de modo total e irremediável. A geografia do município ainda foi tão generosa que proporcionou a esta localidade uma das mais belas paisagens de toda a região. É impossível não ficar admirado com a visão estonteante da cadeia de montanhas  vistas de seu planalto.

A hospitalidade dos moradores também é algo encantador. As festividades, por sua vez, distribuídas num calendário anual de eventos diversificado, tornam-se grandes atrativos do município. Dentre as festas mais famosas de Capelinha está a do Capelinhense Ausente, realizada anualmente no mês de julho e que atrai milhares de pessoas com sua programação eclética, que vai desde mostras da cultura regional no espaço conhecido como “Galpão Cultural”, até os famosos shows de artistas de reconhecimento nacional. 

 

Informações turísticas do município:

Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

Tel: (33) 3516  3165.

Atrativos Turísticos